• Léo Calheiros na Rádio Energia 104.9 FM

    Todos os dias no programa Esporte Energia

Pressão total do Brasil no início do jogo, a seleção da Itália pouco encosta na bola. O time de Felipão ataca mais, com muito destaque para o goleiro italiano Buffon que fez ótimas defesas. Quando nos acréscimos, Neymar cobra falta em direção à área, Fred cabeceia e Buffon faz linda defesa. No rebote, Dante bate forte para abrir o placar: Brasil 1 x 0 Itália. 

Na segunda etapa, a Itália começa melhor e faz bela troca de passes até chegar para Giaccherini que domina bonito e chuta cruzado, sem chance para Julio Cesar, deixando tudo igual na Fonte Nova. Quatro minutos depois, Neymar muito bem na partida cobra ótima falta e coloca no ângulo e deixa o Brasil na frente. Aos 21 minutos Fred quebra o jejum na Copa das Confederações e marca seu primeiro gol: Brasil 3x1. O segundo gol da Itália sai em uma lance polêmico, após cobrança de escanteio, Balotelli é puxado, a bola sobra Aquilani rolar e Chiellini marcar, a seleção brasileira reclama que juiz já tinha marcado pênalti, principalmente Julio César, mesmo assim o gol é válido, a arbitragem ainda foi questionada com relação aos impedimentos. Após o gol a Itália cresce na partida, mas aos 42 minutos o lateral Marcelo chuta rasteiro, Buffon espalma e Fred marca no rebote.

Final da partida: Brasil 4 x 2 Itália. 

Por Monique Barreto. 

Neymar e Fred comemoram gol!
 

O último amistoso antes da Copa das Confederações aconteceu no novo e bonito Mineirão, estádio brasileiro que sediará a Copa do Mundo 2014. A seleção chilena começa a partida com muita velocidade principalmente pelo lado esquerdo, e já aos 7 minutos Marcos González abre o placar após cobrança de escanteio. A seleção brasileira reage e aos 24 minutos, após escanteio Réver também acerta a rede e o goleiro do Chile somente observa a bola entrar. Neymar perde uma chance incrível de frente para o gol e chuta para as nuvens, a torcida começa a cobrar e vaiar. Aos 46 minutos o juiz apita o final do primeiro tempo. Brasil 1 x 1 Chile. 

Na segunda etapa a seleção de Felipão volta animada e marca logo no início. Alexandre Pato entra na área em posição legal, mas prefere tocar para Neymar livre marcar e virar sobre o Chile, o gol inflama a torcida nas arquibancadas. Aos 18 minutos o Chile empata, o atacante Vargas chuta forte de longe e acerta o canto esquerdo de Cavalieri deixando tudo igual: 2 x 2. O ritmo da partida diminui e Braulio Leal do Chile recebe cartão vermelho por dar um carrinho em cima do volante Fernando que entrou no segundo tempo. O jogo termina empatado e o Brasil fica devendo uma boa atuação nos amistosos. No fim, muitas vaias com direito a grito de "olé" quando os chilenos tocavam a bola. 

Por Monique Barreto. 

Gol do Rever - Foto: Rafael Ribeiro - CBF