Imprimir

Já que o Fluminense lançou ontem o seu novo uniforme, e segundo a maioria dos seus torcedores ele é “feio”. Vamos aqui fazer um ranking dos 10 uniformes mais estranhos do futebol nacional.

Em décimo lugar está o Bragantino que lançou essa camisa em 1990.

 

Em nono estão às blusas de Goleiro do Rogério Ceni do São Paulo. Só queria entender o porquê disso!

 

Em oitavo está a Portuguesa em seu uniforme de 1991. Essas mangas não caíram muito bem, né?

 

Em sétimo está o Vasco, que lançou em 2011 uma camisa azul, fugindo totalmente de sua cor original. A diretoria do clube justificou-se dizendo que é uma homenagem ao navegador Vasco da Gama e que o azul reflete os mares. Ok!

 

Em sexto está o Paraná Clube. Ok, sei que o patrocinador tem que ter um espaço digno e bom na camisa, mas desse jeito ta meio exagerado, né Paraná?

 

Em quinto está o Brasiliense que homenageou o dia do Rock em 2010 e fez isso!

 

Em quarto lugar está o Cruzeiro que na década de 90 tentou inovar e o resultado não foi muito bom.

 

Em terceiro lugar está o Flamengo com a sua camisa “Tabajara”.

 

Em segundo está o Fluminense, que no ano do Centenário lançou a camisa laranja comemorativa, porém só foi usada em um jogo. Mas o modelo serviu de inspiração para uniformes de treino e goleiro da época. 

 

Em primeiro lugar está o Santos de 1996, ele quis inovar seus calções, mas não deu muito certo. Ficou parecendo bandeira das corridas de carro. 

 

E aí, lembra de alguma outra? Deixe seu comentário! 

Por Caroline Bittencourt.