Imprimir

Flamengo e Vasco fizeram nesse domingo o clássico dos milhões, válido pela décima oitava rodada do Campeonato Brasileiro. O Vasco precisava da vitória para não se distanciar dos líderes do campeonato, já o Flamengo tentava os três pontos para se reabilitar na competição. O clássico começou morno com as duas equipes se estudando muito. A partida em determinados momentos ficou amarrado no meio de campo.

Aos poucos o Vasco ia melhorando na partida, o lance de mais perigo foi quando Juninho Pernambucano cruzou na área, Felipe deu rebote e Gonzales jogou para escanteio. Outra jogada perigosa foi quando Felipe do Vasco lançou Wendel e Felipe do Flamengo jogou a bola para fora. Já o Flamengo desperdiçava os contra ataques. 

Flamengo e Vasco chegavam pouco ao gol, até que Ramon lateral do Flamengo puxou um contra ataque e chutou de fora da área, Fernando Prass rebateu a bola nos pés de Vagner Love que completou para o fundo da rede e fez Flamengo 1 a 0. O primeiro tempo termina com o Vasco melhor em campo, mas o Flamengo depois do gol começou a pressionar o Vasco um pouco mais.

Flamengo e Vasco

Leia mais:Flamengo vence o Vasco e sobe na tabela
 
Imprimir

Flamengo e São Paulo entraram em campo nesse domingo, no estádio Morumbi, para disputar a décima terceira rodada do Campeonato Brasileiro. O São Paulo contava com a volta do goleiro artilheiro Rogério Ceni e também do atacante Luis Fabiano. 

O técnico Dorival Junior falou durante a semana que o time do Flamengo precisava encurtar os espaços entre a zaga, o meio e o ataque. A equipe rubro-negra começou a partida fazendo exatamente o que o treinador pediu, encurtando os espaços e marcando a equipe paulista. O São Paulo chegava com perigo ao gol do goleiro Paulo Vitor, que fez pelo menos três grandes defesas. Porém, em uma cobrança de escanteio ele saiu mal e Luis Fabiano cabeceou e Paulo Vitor se recuperou e defendeu com os pés.

O Flamengo chegava pouco ao gol do goleiro Rogério Ceni. No final do primeiro tempo em um erro na saída de bola  Maicon chutou de fora da área para um lindo gol, três minutos depois, Paulo Vitor saiu mal do gol novamente e Luiz Fabiano de cabeça fez 2 a 0 Para o São Paulo. O primeiro tempo se encerra  e o tricolor paulista foi melhor no jogo.

Dorival Junior colocou Thomás e Bottinelli na partida com essas alterações o Flamengo melhorou um pouco no segundo tempo e chegava com perigo ao gol do Rogério. Parecia que o Flamengo iria fazer um gol a qualquer momento, mas Luis Fabiano de novo colocou água no chopp rubro-negro e fez 3 a 0 São Paulo.  O Flamengo sentiu o gol, mas tentava fazer pelo menos diminuir e veio com o lateral Ramon, que fez o primeiro gol dele com a camisa do Flamengo. 

Paulo Vitor e Luis Fabiano

Leia mais:São Paulo goleia o Flamengo na volta de Rogério Ceni
 
Imprimir

Aconteceu nesse final de semana, a nona rodada do Campeonato do Brasileiro. O Flamengo foi até a cidade de Pituaçu enfrentar o Bahia. Um jogo que teve muitas faltas, lances polêmicos e também tivemos a estréia do lateral esquerdo Ramon no Flamengo.

O jogo começou com o Bahia indo ao ataque. O primeiro lance de perigo, foi de Kléberson que fez a primeira partida contra o Flamengo. O tricolor baiano, mandava na partida sempre chegando com perigo no gol do goleiro Paulo Vitor. Marcelo Lomba, que também já foi goleiro do Flamengo, estava tendo pouco trabalho na partida.

O Flamengo não estava bem na partida até que aos 30 minutos do primeiro tempo, chegou com objetividade ao gol do Bahia, o atacante Hernanes, aproveitou a rebatida do zagueiro Titi e acertou um chute lindo e indefensável para o goleiro Marcelo Lomba. 

O tricolor baiano, continua indo para o ataque em busca do gol de empate ainda no primeiro tempo e aconteceu, quando Gabriel entrou pela direita e Kléberson desviou para o gol e empatou a partida.  

Ainda no primeiro tempo, precisamente aos 42, Mancini puxou o contra ataque e Luiz Antonio fez falta, como o jogador já tinha um cartão amarelo foi expulso, problemas para Joel Santana. A primeira etapa termina com empate em 1 a 1.

Hernanes do Flamengo fez o primeiro gol do jogo.

Leia mais:Flamengo vence o Bahia em uma partida polêmica
 
Imprimir

Botafogo e Santos entraram em campo nesta quarta-feira para disputar a décima rodada do Brasileirão, o jogo foi disputada no estádio da Vila Belmiro, na cidade de Santos.  O Santos foi para o jogo desfalcado sem os seus principais jogadores. Neymar, P H Ganso e o goleiro Rafael que estão com a Seleção Brasileira. 

O Botafogo começou a partida indo pra cima do Santos, o clube carioca chegava sempre com perigo no gol do goleiro Aranha.  A equipe do Santos dava muito espaço e os jogadores do Botafogo tocavam bem a bola. Aliás, o técnico Oswaldo de Oliveira mudou o jeito de jogar do Botafogo. 

O Botafogo se impôs nos primeiros 30 minutos contra o Santos, para você meu caro leitor ter uma idéia, a equipe santista ficou limitada aos contra ataques. Para a situação de Muricy se complicar ainda mais, aos 10 minutos do primeiro tempo, o zagueiro Edu Dracena se contundiu e teve que ser substituído. 

No final do primeiro tempo, o jogo ganhou um pouco de emoção. Bruno Alves acertou um lindo chute de fora da área para ótima defesa do goleiro Jefferson. A resposta do Botafogo veio logo em seguida com o meia Fellype Gabriel que acertou um chute na trave. A torcida do Santos no final da primeira etapa vaiou o time. 

Santos e Botafogo

Leia mais:Santos e Botafogo ficam no empate
 
Imprimir

A torcida do Coritiba lotou, mais uma vez, o estádio Couto Pereira para empurrar o time da casa fazendo uma festa.  Na entrada do time em campo:  fogos, chuva de papel prateado, sinalizadores, enfim, teve de tudo  e mais um pouco. Na hora do Hino Nacional, a torcida deu um exemplo de patriotismo cantando o Hino todo com muita empolgação. 

Como  já tinha mencionado na coluna anterior, o Coritiba precisava vencer com dois gols de diferença para levar a partida para os pênaltis ou vencer  por mais de três gols  para levantar o caneco no tempo normal. Já o Palmeiras poderia perder por até um gol de diferença que ficaria com o título. 

A partida começou com o Palmeiras indo para o ataque, atendendo ao pedido do técnico Felipão, mas disse também se o time conseguisse fazer um gol,  iria obrigar o Coritiba a fazer quatro gols para ficar com o título. O time do Coritiba, aos poucos, chegava ao gol do goleiro Bruno. A melhor chance do time da casa foi aos 28 minutos do primeiro tempo, quando Rafinha deu um chute perigoso. O primeiro tempo termina, com o Palmeiras, dando poucas oportunidades para o time da casa.


Leia mais:Palmeiras empata com o Coritiba e é Bicampeão da Copa do Brasil
 

Pagina 3 de 4