Imprimir

O Atlético-MG jogou antes e como enfrentava o Sport em casa, teria um jogo fácil, correto? Errado! O Sport começou ganhando com gol de Hugo de cabeça e poderia ter feito dois a zero caso não tivesse perdido gol cara a cara com o goleiro atleticano. O galo que não tinha nada com isso, atacava de todas as formas e Leonardo, que entrou no lugar de Jô, conseguiu o gol de empate e o gol da virada, esse já nos acréscimos(47 minutos do segundo tempo), para a alegria dos torcedores que foram ao estádio. Só não contavam com um pênalti não marcado a favor do Sport no último lance do jogo. Cruzamento da esquerda e dentro da área, Carlos Cesar corta com a mão. Pênalti claro que o árbitro Flávio Guerra não marcou. 

Líder do campeonato, o Fluminense, teve um jogo com muita coisa em comum com o do seu concorrente ao título. O time carioca enfrentou a Ponte Preta no estádio São Januário. Supostamente, Flu vence sem sustos, certo? Errado outra vez! Com um minuto de jogo, Roger toca para Luan que chuta no ângulo e Diego Cavalieri, que estava um pouco adiantado, não pode fazer nada. Um a zero para a Ponte Preta. Logo em seguida, o time da Macaca quase consegue o segundo em rápido contra-ataque, Roger chutou direto para fora. Foram as únicas chances de perigo para o time de Campinas nessa partida. Com o tempo o time carioca tomou conta do jogo, mas o gol não saía. O primeiro tempo terminou mesmo com vitória parcial para o time da Ponte Preta. 

Abel Braga e Cuca

No segundo tempo, o que vimos foi ataque contra defesa. O Fluminense tentava, mas não conseguia furar o bloqueio, até que Samuel entra na área, toca de calcanhar e a bola bate na mão de Luan, o juiz Nielson Nogueira Dias equivocadamente marcou pênalti. Fred foi lá e fez o décimo quinto gol dele no campeonato e empatou a partida. 

Com o gol, o time do Fluminense se encheu de forças e junto com sua torcida que compareceu em grande número no estádio do Vasco da Gama, pressionou ainda mais o time campinense. Porém, o segundo gol tricolor surgiu em uma falta inexistente a favor do time do Rio. Marcos Junior divide com Renê Junior e faz a falta, o árbitro inverte e marca a favor do Flu. Na cobrança de Wagner, Gum completa de cabeça e vira o jogo. Fluminense dois a um. Placar final. 

Somente para não deixar em branco, o time inteiro da Ponte Preta ganhava tempo durante a partida e após a virada tricolor começou a correr. O árbitro deu cinco minutos de acréscimos e beneficiou o infrator. Sobre os cartões amarelos que o time da Ponte tanto reclamou, achei que todos eles foram aplicados corretamente e acho que ainda faltou um cartão para o Luan que fez falta em cima de Jean em um lance que a bola já estava no chão e Luan quase acertou o pé no rosto do jogador do Flu. 

Essa polêmica de arbitragem está favorecendo o Fluminense é completamente injusta, pois por diversas vezes os tricolores também já reclamaram por terem sido prejudicados. Vida que segue. Nada tira o mérito desse bela campanha que o Fluminense vem fazendo até agora. Se continuar assim será campeão com algumas rodadas de antecedência. As próximas duas rodadas prometem. Fluminense e Grêmio no Engenhão e Santos e Atlético-MG na Vila Belmiro. 

Observação: Os dois árbitros foram suspensos. 

Veja os gols do jogo entre Atlético-MG e Sport. Clique aqui

Veja os gols do jogo entre Fluminense e Ponte Preta. Clique aqui.

Por Leonardo Calheiros.