Imprimir

Neste domingo fiz minha estreia como comentarista na Rádio Energia, 104.9 FM. Já aproveito esse post para agradecer a equipe da Rádio pela oportunidade. Lembrando que também vou fazer parte do programa Esporte e Energia de segunda à sexta-feira das 13 às 14 horas. 

Mas vamos falar sobre a partida que aconteceu no Engenhão. O Botafogo até começou melhor que o time da Ponte Preta. Durante os primeiros 5 minutos o Botafogo era quem dava as cartas, o problema foi que o técnico Oswaldo de Oliveira não percebeu que isso era exatamente o que o time paulista queria. Afinal, a Ponte jogou todo o tempo nos erros dos donos da casa. Alias, me permitam elogiar o técnico Gilson Kleina, pois o time da Ponte possui um contra-ataque com muita velocidade, tocando bem a bola e contra o Botafogo foi mortal. 

Digo mais, se o time da Ponte tivesse caprichado mais a pontaria, talvez o jogo teria tido um placar mais elástico. Apesar de jogar no contra-ataque, a Ponte teve uma estratégia e jogadas bem definidas. Já o Botafogo tinha a posse de bola, mas não sabia o que fazer com ela. A Ponte jogou fechada durante toda a partida e o Botafogo para furar tinha que tentar mais jogadas pelos flancos. Lembro bem de um lance que o Lennon foi até o fundo pela direita e ninguém encostou para tentar uma tabela. O Marcio Azevedo tem velocidade, porém poderia ter ido mais vezes ao fundo para cruzar. Contudo o time do Botafogo só tentava na maioria das vezes jogar pelo centro o que acabava por facilitar a marcação da Ponte Preta. Deu no que deu. 

 

Durante todo tempo, só lembro de uma grande defesa do goleiro Edson Bastos, ainda no primeiro tempo em um chute de primeira de Andrezinho. É muito pouco para um time que diz que pretende pelo menos uma vaga na Libertadores de 2013. Acho ainda que se tivessem mais 45 minutos de jogo, o Botafogo não emparia a partida. O Botafogo, ainda mais com os jogadores que provavelmente vão sair, precisa de reforços. Reforços para agora, pois ainda existe tempo para a recuperação! 

 

Comentários sobe outros jogos

- O Fluminense foi o único carioca que venceu nesta rodada. Venceu fora de casa a equipe do Atlético-GO de virada por 4 x 1. Gols de Samuel, Gum, Anderson(apesar de eu ter considerado do Gilson contra) e Deco de penalti. 

- Como o Deco bate bem na bola. Parece que o jogo está em camera lenta para ele. 

- Fluminense e Cruzeiro são os únicos clubes que ainda permanecem invictos no campeonato brasileiro. 

- Dois golaços desse Romarinho do Corinthians contra o Palmeiras. Parece que esse garoto que foi contratado do Bragantino tem futuro. 

- Foi bonita a maneira que o Pirlo bateu o penalti contra a Inglaterra, mas eu sinceramente prefiro o jogador que bate com força no canto. Loco Abreu que o diga. 

- Juninho Pernambucano fez muita falta ao time do Vasco contra o Cruzeiro. Talvez com ele, o time não perdesse tanto a bola no meio de campo, permitindo os contra-ataques que sempre caiam no pé de Montillo. 

- Que o Dedé é o melhor zagueiro que atua no Brasil já sabemos, mas o drible que recebeu do Wellington Paulista foi de deixar o Dedé sentado. Literalmente! 

- A defesa do Flamengo está procurando o Marcelo Moreno até agora no lance do primeiro gol do jogo. Cheguei a achar que o atacante perderia o gol na jogada de tantos toques na bola antes de definir o lance. 

Por Leonardo Calheiros.