Imprimir

O jogo tinha clima de final, a torcida do Fluminense compareceu em grande número e o empate, apesar de frustrante para o time do Fluminense, foi um bom resultado. Thiago Neves, assim como Marcelo Moreno, começam no banco de reservas devido suas participações na seleção brasileira e boliviana respectivamente. 

O Grêmio começou melhor na partida, os 30 minutos iniciais de jogo foram do Grêmio, que partiu para cima e quase conseguiu o gol em duas grandes oportunidades que teve no primeiro tempo. A primeira chance foi com Leandro pela lado direito, driblou dois defensores do time carioca e na saída de Diego Cavalieri rolou para o lado onde viu dois companheiros, mas Bruno conseguiu ser mais rápido e impediu o gol. No segundo lance, o time do Sul atacava pelo lado esquerdo, Anderson Pico cruzou de perna direita, a bola passou por todo mundo, quicou na frente do goleiro do Flu e bateu no travessão. 

Ainda no fim da primeira etapa o Flu melhorou e foi até melhor, mas não teve oportunidades claras de gol exceto em uma cabeçada de Fred, mas a bola saiu fraca nas mão do goleiro Marcelo Grohe. Fim do primeiro tempo com zero a zero. 

Antes do início da segunda etapa, Abel Braga colocou Thiago Neves para jogar no lugar de Wagner. No segundo tempo, novamente o Grêmio começou melhor, mas diferente do início do primeiro tempo, Flu também conseguia atacar. Depois de boa triangulação do time do Sul, Zé Roberto é derrubado na frente da área por Gum. Na bola parada saiu o primeiro gol do jogo. Na cobrança, a berreira pulou e Elano cobrou rasteiro no canto direito de Diego Cavalieri. Gol malandro estilo Ronaldinho. 

Com o gol, o Grêmio recuou e logo em seguida o Flu conseguiu o gol de empate também de bola parada. Escanteio para o Fluminense, Deco bateu, Thiago Neves cabeceou para trás, a bola sobrou para Digão bater com estilo no ângulo do goleiro Marcelo Grohe. 

Kleber 30 e Deco 20. Foto: Mauro Pimentel/Terra

Leia mais:Fluminense deixa Grêmio empatar no fim com um homem a menos
 
Imprimir

O Atlético-MG jogou antes e como enfrentava o Sport em casa, teria um jogo fácil, correto? Errado! O Sport começou ganhando com gol de Hugo de cabeça e poderia ter feito dois a zero caso não tivesse perdido gol cara a cara com o goleiro atleticano. O galo que não tinha nada com isso, atacava de todas as formas e Leonardo, que entrou no lugar de Jô, conseguiu o gol de empate e o gol da virada, esse já nos acréscimos(47 minutos do segundo tempo), para a alegria dos torcedores que foram ao estádio. Só não contavam com um pênalti não marcado a favor do Sport no último lance do jogo. Cruzamento da esquerda e dentro da área, Carlos Cesar corta com a mão. Pênalti claro que o árbitro Flávio Guerra não marcou. 

Líder do campeonato, o Fluminense, teve um jogo com muita coisa em comum com o do seu concorrente ao título. O time carioca enfrentou a Ponte Preta no estádio São Januário. Supostamente, Flu vence sem sustos, certo? Errado outra vez! Com um minuto de jogo, Roger toca para Luan que chuta no ângulo e Diego Cavalieri, que estava um pouco adiantado, não pode fazer nada. Um a zero para a Ponte Preta. Logo em seguida, o time da Macaca quase consegue o segundo em rápido contra-ataque, Roger chutou direto para fora. Foram as únicas chances de perigo para o time de Campinas nessa partida. Com o tempo o time carioca tomou conta do jogo, mas o gol não saía. O primeiro tempo terminou mesmo com vitória parcial para o time da Ponte Preta. 

Abel Braga e Cuca

Leia mais:Fluminense e Atlético-MG vencem no fim por 2 x 1 com ajuda da arbitragem
 
Imprimir

O Fluminense foi até o estádio de Pituaçu para enfrentar o Bahia, vice-líder do returno, com um tabu a ser quebrado. Afinal, vencer o Bahia em seu estádio, não acontecia desde de 1995. Mas esse time do Fluminense que tem feito ótimo campeonato brasileiro, venceu mais uma vez. Agora o Flu tem 65 pontos e como o Atlético-MG perdeu para o Internacional no estádio Beira-Rio por 3 x 0, o Flu abriu nove pontos do time mineiro.

O jogo começou com o Bahia pressionando o tricolor carioca. Logo de início, Diego Cavalieri fez ótimas defesas. Jussandro perdeu ótima oportunidade dentro da área e ainda teve cobrança de falta de Gabriel no travessão. Com perigo, o Flu só chegou uma vez no gol do Bahia em lance que Fred escorou de cabeça para Wellington Nem que não consegue alcançar a bola. O primeiro tempo acabou e nem o Bahia e nem o Fluminense conseguiram marcar.

No segundo tempo, novamente o time bahiano voltou com tudo e colocou pressão. Em duas ótimas oportunidades, Diego Cavalieri salvou novamente o gol carioca. Em um lance que o Bahia reclamou muito, com razão, Lulinha foi lançado na frente, chuta e faz o gol, mas o bandeira já tinha assinalado impedimento. Lulinha estava na mesma linha da defesa carioca na hora do passe. Apesar disso parecia que o Bahia faria o primeiro gol a qualquer momento. Só parecia.

Em jogada individual, Bruno da chapéu no lateral esquerdo Bahiano, na sequência completou um drible da vaca sobre Tite e chutou forte entre as pernas do goleiro Marcelo Lomba. Flu 1 x 0.

Bahia e Fluminense - Foto: Divulgação

Leia mais:Fluminense vence o Bahia por 2 x 0 fora de casa e quebra tabu
 
Imprimir

Comentei esse jogo pela Rádio Energia 104.9 FM e o que vi foi um Vasco muito apático em campo e completamente desarrumado em todos os setores. 

Enquanto isso o São Paulo, que também não jogava muito rápido, não errava passes e chegava no gol de Fernando Prass com perigo. Pelo que foi o jogo, o primeiro gol São Paulino até demorou a sair, mas saiu quando Luis Fabiano acertou a passada, preparou para chutar de fora da área e, sem ser incomodado, bateu de canhota acertando o canto esquerdo do goleiro vascaíno. São Paulo 1 x 0 e fim do primeiro tempo. 

No intervalo, o técnico Marcelo Oliveira fez duas substituições que não gostei. Tirou o lateral-direito Jonas e o zagueiro Renato Silva e colocou o lateral-direito Auremir e o zagueiro Fabrício. Resumindo, trocou seis por meia dúzia. Tudo bem que o Fabrício entrou bem no jogo e pelo menos gritava com seus companheiros, mas o Vasco estava jogando em casa e acredito que seus torcedores gostariam de ver uma substituição para melhorar o time carioca na frente. 

Começou o segundo tempo e Oswaldo atacou com velocidade pelo lado esquerdo, chamou o Auremir para dançar. Driblou duas vezes, puxou para dentro da área e bateu no ângulo. Golaço do Oswaldo! São Paulo 2 x 0. 

Luiz Fabiano comemora seu gol. Fotoarena

Leia mais:Vasco perde feio em casa para o São Paulo por 2 x 0
 
Imprimir

Comentei essa partida pela Rádio Energia 104.9 FM e o clássico entre Fluminense e Botafogo tinham ingredientes fora de campo suficientes para um grande jogo. Diego Cavalieri e Jeferson são grandes goleiros, Deco e Seedorf são meias excelentes, mas o Fluminense tem um centroavante que faz a diferença, enquanto o Botafogo não. Fred que parece gostar de fazer gols contra o time alvinegro, fez mais um na noite deste sábado. Agora, o matador tricolor tem 10 gols em 12 jogos contra o Botafogo. Veja o gol

O jogo começou com o Botafogo indo para cima do time tricolor. E se Diego Cavalieri não tivesse entrado ligado na partida, fatalmente levaria um gol em uma das três ótimas oportunidades que o time do técnico Oswaldo de Oliveira teve. Alias, o técnico fez com que o time ficasse em cima do Fluminense, o problema seria manter aquele ritmo até o fim da partida. Mas no início, Jadson não saía de perto de Deco e Dorian não desgrudava de Fred. O Fluminense só conseguiu colocar a bola no chão no meio do primeiro tempo e começou a jogar melhor. Deco recuou e começou a participar mais do jogo, melhorando muito a saída de bola tricolor. Porém nenhuma das duas equipes conseguiu o primeiro gol na primeira etapa. 

O segundo tempo foi muito melhor. As duas equipes tentaram atacar o tempo todo e assim como no primeiro tempo, o Botafogo começou melhor, porém não conseguia marcar. Já o Fluminense começou a encontrar também alguns espaços mas o último passe não era bom. Os dois times corriam demais, mas erravam muitos passes. Já até achava que o placar de zero a zero seria o final. Mas Fred estava lá para mudar isso. 

Gol do Fred. Foto: Paulo Sérgio/Lancepress

Leia mais:Com gol de Fred, Fluminense vence o Botafogo
 

Pagina 3 de 8