Imprimir

Pressão total do Brasil no início do jogo, a seleção da Itália pouco encosta na bola. O time de Felipão ataca mais, com muito destaque para o goleiro italiano Buffon que fez ótimas defesas. Quando nos acréscimos, Neymar cobra falta em direção à área, Fred cabeceia e Buffon faz linda defesa. No rebote, Dante bate forte para abrir o placar: Brasil 1 x 0 Itália. 

Na segunda etapa, a Itália começa melhor e faz bela troca de passes até chegar para Giaccherini que domina bonito e chuta cruzado, sem chance para Julio Cesar, deixando tudo igual na Fonte Nova. Quatro minutos depois, Neymar muito bem na partida cobra ótima falta e coloca no ângulo e deixa o Brasil na frente. Aos 21 minutos Fred quebra o jejum na Copa das Confederações e marca seu primeiro gol: Brasil 3x1. O segundo gol da Itália sai em uma lance polêmico, após cobrança de escanteio, Balotelli é puxado, a bola sobra Aquilani rolar e Chiellini marcar, a seleção brasileira reclama que juiz já tinha marcado pênalti, principalmente Julio César, mesmo assim o gol é válido, a arbitragem ainda foi questionada com relação aos impedimentos. Após o gol a Itália cresce na partida, mas aos 42 minutos o lateral Marcelo chuta rasteiro, Buffon espalma e Fred marca no rebote.

Final da partida: Brasil 4 x 2 Itália. 

Por Monique Barreto. 

Neymar e Fred comemoram gol!

 
Imprimir

Em pleno dia das mães as arquibancadas do Pacaembu estavam lotadas e para homenagear as mães, os jogadores entraram em campo com os nomes de suas respectivas mães estampados nas camisas. O Corinthians foi superior o primeiro tempo inteiro com direito a pênalti em Romarinho não marcado pelo juiz, bomba na trave do goleiro Rafael e golaço do Paulinho, o time do Santos só se defende e não passa do meio do campo, com apagada atuação de Neymar. 

A segunda etapa começou em ritmo lento, sem muita emoção, o Santos apareceu mais, porém foi dos pés de Paulo André que saiu o segundo gol do Corinthians, o Peixe diminuiu com Durval fechando o placar em Corinthians 2 x 1 Santos. A partida final do Campeonato Paulista será na Vila Belmiro no próximo domingo. 

Por Monique Barreto. 

Disputa entre Danilo e Marcos Assunção.

 
Imprimir

No estádio Independência em Minas Gerais, um início de jogo eletrizante com chances para os dois lados. O atacante Reina do Strongest pelo lado esquerdo pecorre o campo com muita velocidade, mas Pierre na defesa não deixa passar nada. O Galo trabalha bem a troca de passe e é superior, já o time boliviano se fecha no campo de defesa, mesmo sendo um time muito rápido, tem dificuldades em finalizar sempre com chutes leves nas mãos do goleiro Vitor. 

Na volta para o segundo tempo, o Strongest se fecha de vez na defesa, e o Galo troca passes com perfeição e ataca de todas as formas, aos 10 minutos Bernard explode uma bola na trave, um minuto depois Jô aparece sozinho para marcar; Atlético-MG 1 x 0.  Aos 20 minutos Tardelli marca um gol impedido e não vale. Aos 28 minutos, Marcos Rocha é derrubado na área, penâlti para o Galo, R10 bate rasteiro e amplia o placar: 2 X 0. 

O Strongest ainda diminui nos acréscimos, após cobrança de escanteio Melgar que tinha acabado de entrar na partida, aparece sozinho na área para marcar. Fim da partida: Atlético-MG 2 x 1 The Strongest. Além do Galo seguir sem perder no Independência desde de Maio de 2012, está 100% na Libertadores com 9 pontos. 

Por Monique Barreto. 

Jô e Ronaldinho Gaúcho.

 
Imprimir

O último amistoso antes da Copa das Confederações aconteceu no novo e bonito Mineirão, estádio brasileiro que sediará a Copa do Mundo 2014. A seleção chilena começa a partida com muita velocidade principalmente pelo lado esquerdo, e já aos 7 minutos Marcos González abre o placar após cobrança de escanteio. A seleção brasileira reage e aos 24 minutos, após escanteio Réver também acerta a rede e o goleiro do Chile somente observa a bola entrar. Neymar perde uma chance incrível de frente para o gol e chuta para as nuvens, a torcida começa a cobrar e vaiar. Aos 46 minutos o juiz apita o final do primeiro tempo. Brasil 1 x 1 Chile. 

Na segunda etapa a seleção de Felipão volta animada e marca logo no início. Alexandre Pato entra na área em posição legal, mas prefere tocar para Neymar livre marcar e virar sobre o Chile, o gol inflama a torcida nas arquibancadas. Aos 18 minutos o Chile empata, o atacante Vargas chuta forte de longe e acerta o canto esquerdo de Cavalieri deixando tudo igual: 2 x 2. O ritmo da partida diminui e Braulio Leal do Chile recebe cartão vermelho por dar um carrinho em cima do volante Fernando que entrou no segundo tempo. O jogo termina empatado e o Brasil fica devendo uma boa atuação nos amistosos. No fim, muitas vaias com direito a grito de "olé" quando os chilenos tocavam a bola. 

Por Monique Barreto. 

Gol do Rever - Foto: Rafael Ribeiro - CBF

 
Imprimir

A partida começou com um minuto de silêncio pelo torcedor boliviano de apenas 14 anos que faleceu na última partida do Corinthians pela Libertadores. Foi apresentado um menor como responsável pelo sinalizador acendido, mas isso não mudou a punição da Conmebol de fechar os portões nos jogos do Corinthians em casa, ainda assim com uma liminar em mãos, quatro torcedores assistiram o jogo na arquibancada.

O time em campo não se intimidou com o silêncio e partiu para cima do Millonarios e aos 10 minutos do primeiro tempo após cobrança de escanteio, Paolo Guerrero manda para o fundo da rede: Corinthians 1 x 0 Millonarios. Alexandre Pato além de fazer uma excelente partida, quase marcou duas vezes no primeiro tempo e carimbou a rede no terceiro minuto do segundo tempo, após Ralf cruzar para a área, ele apareceu na segunda trave para completar para o fundo do gol.

Placar final: Corinthians 2 x 0 Millonarios.

Não posso negar que o Corinthians foi superior por toda a partida marcando bem e atacando forte, já o Millonarios parecia perdido, sem muita vontade e ainda teve expulso o lateral Jarol Martínez aos 31 minutos do segundo tempo. Com a vitória o Corinthians soma 4 pontos, e o Millonarios permanece com 0, no Grupo 5 da Copa Bridgestone Libertadores.

Por Monique Barreto. 

Guerrero e Pato. Foto: ESPN

 

Pagina 1 de 5