Imprimir

O Sport recebeu o São Paulo na Ilha do Retiro lotada com 31.599 torcedores, tendo recorde de público em Recife pelo Brasileiro na 33º rodada. Para os dois times só a vitória interessava, o time paulista precisava se consolidar no G-4, já o Sport sair de qualquer jeito da zona de rebaixamento. 

Jogando em casa, é o Leão que inicia pressionando e faz o primeiro gol logo aos 13 minutos. Em cobrança de escareio, a bola encontra Gilberto para mandar para as redes: Sport 1 x 0. Após o gol, o tricolor reagiu e 4 minutos depois Lucas chutou forte de fora da área e o jovem goleiro do Sport fica só olhando a bola entrar na rede. Saulo, que está substituindo Magrão no gol do Leão, chegou a chorar ao defender um pênalti na última rodada, mas foi em falha dele que saiu o segundo gol do São Paulo, Luis Fabiano chuta cruzado, Saulo agarra a bola e faz um giro provavelmente para jogar a bola para outro jogador, mas nisso ele acaba soltando a bola nos pés de Lucas que estava em cima e marca, o São Paulo vira na Ilha do Retiro. Após 4 minutos veio mais um gol para o tricolor, dessa vez contra, dos pés de Rivaldo que pressionado por Cortês toca por cima de Saulo, sem chances para defesa, com o São Paulo melhor termina a primeira etapa: Sport 1 x 3 São Paulo.
Na saída para o intervalo Rogério Ceni foi até o goleiro do Sport passar força para ele dizendo que já tinha errado muito e que Saulo era jovem e tinha potencial. Saulo por sua vez, agradeceu Rogério, reconheceu o erro e pediu desculpas a torcida rubro-negra.

Lucas fez 3 gols no jogo.

No segundo tempo o jogo começou equilibrado no meio de campo com o São Paulo atacando mais. Aos 13 minutos, Lucas se aproveita da inexperiência do jovem goleiro do Sport, espera Saulo sair para escolher o canto e para marcar o quarto gol do São Paulo e o terceiro dele no jogo em noite de atuação espetacular. Já no ínicio do segundo tempo, os torcedores vão deixando o estádio aos poucos, não presenciando o segundo gol do Sport aos 34 minutos de pênalti, que Hugo cobrou com precisão, bola para um lado, Rogério Ceni para o outro: Sport 2 x 4 São Paulo. Esse foi o placar final, sendo que com esse gol o Sport cresceu nos minutos finais e até o goleiro foi para a área em cobrança de escanteio ajudar o Leão, mas quase arruma outro problema, em contra-ataque rápido do São Paulo, Renê recebe cartão amarelo por fazer falta no tricolor no meio do campo, impedindo a bola chegar na área sem goleiro. Se por um lado a noite foi de Lucas que marcou três golaços, por outro lado a torcida do Leão fica com um pé atrás com o atual goleiro que apesar de demonstrar carinho pelo clube que defende, não teve boa atuação. 

Por Monique Barreto.