Imprimir

Por um lado o holandês Seedorf que aos 36 anos é o craque do Botafogo e referência no futebol mundial, por outro lado o jovem atacante do Flamengo Rafinha, que em tão pouco tempo se tornou ídolo dos torcedores, e vem melhorando a cada partida, porém o único gol saiu da canela do rubro-negro artilheiro Hernane logo aos 3 minutos do primeiro tempo, e no minuto seguinte quase sai o gol do Botafogo, Fellype Gabriel acerta na trave e no rebote Seedorf chuta para fora. Com esse início de jogo eletrizante o restante do primeiro tempo foi de igual para igual com os dois times atacando bastante e com belas defesas dos goleiros Jefferson e Felipe. Na segunda etapa, o Flamengo voltou melhor e aos 17 minutos Rodolfo sai na cara do gol, dribla Jefferson, mas toca por cima do gol, Rafinha por sua vez se destaca no segundo tempo fazendo ótimos passes. O Alvinegro não conseguiu somar e o placar final foi Flamengo 1 x 0 Botafogo, com esse resultado o Flamengo já se classifica para as semifinais da Taça Guanabara e o Botafogo mantém o primeiro lugar no grupo A. 

Por Monique Barreto. 

Foto: André Mourão e Carlos Moraes

 
Imprimir

Bangu e Botafogo disputaram a segunda rodada da Taça Guanabara no Estádio Moça Bonita, na Zona Oeste do Rio. No início do primeiro tempo, o Bangu se aproveitou de passes errados do Botafogo, principalmente no meio-campo para avançar ao ataque, porém sem conseguir finalizar em gol. Com o passar do tempo, o Botafogo foi melhorando mas nada muito empolgante para o torcedor, que lotou o pequeno estádio fora de casa. Já o Bangu, esse sim fez uma excelente partida, e teve um nome em destaque: Hugo. Jogador que garante velocidade, qualidade e bom ataque pelo lado esquerdo, levando bastante perigo ao goleiro Jefferson, Hugo se destaca tanto pelo moicano louro no cabelo, como com a bola nos pés, e em breve deve ser contratado por um clube maior, ele mostrou muita qualidade e vontade, sempre aparecendo na frente. 

Na segunda etapa, o jogo permaneceu frio, sem grandes jogadas, mas com o Botafogo atacando mais e o Bangu aproveitando bastante os contra-ataques. O que eu pude notar, foram os jogadores de ambos clubes visivelmente cansados já na metade do segundo tempo, isso devido ao retorno de temporada, muitos ainda não entraram no ritmo. O Botafogo sem sua principal estrela Seedorf, fez um jogo razoável mas não convenceu, e a torcida alvinegra insatisfeita pediu o retorno de Loco Abreu ao técnico Oswaldo de Oliveira. Porém, o placar final no campo irregular e com desnível do Moça Bonita foi de Bangu 0 x 0 Botafogo. 

Por Monique Barreto. 

Hugo foi o destaque do Bangu. Foto: Jorge William

 
Imprimir

O ex-goleiro do Palmeiras Marcos se despediu do time com um jogo festivo no Pacaembu. De um lado era ele e os jogadores do Palmeiras de 99, ano em que conquistaram a Libertadores, e do outro, o time pentacampeão de 2002, ano em que Marcos defendeu a camisa verde e amarela pela Copa do Mundo. O Palmeiras 99, saiu na frente ganhando com dois gols de diferença, o dono da festa que foi ''obrigado'' por todos a bater um pênalti, tímido Marcos disse que ficaria feio não cobrar, e bateu firme no meio do gol de Dida marcando para o Palmeiras 99, e levando ao delírio a torcida, na comemoração todos os jogadores o abraçaram. O segundo gol foi do atacante ''diabo loiro'' Paulo Nunes que comemorou junto a torcida. A noite era de Marcos, que mesmo afastado do gramados desde do ínicio do ano, fez boas defesas e teve até tempo para tomar um cafezinho, que pela sua cara feia estava ruim. 

Já no segundo tempo, aos 12 minutos o jogo foi paralisado para que todos os jogadores do Palmeiras 99 colocassem a mesma blusa verde clara em que Marcos usava na partida, no momento da pausa, ele deixa a posição de goleiro para Sérgio, e entra como centroavante no lugar de Evair, jogando na linha. Assim que Sérgio assume a posição de Marcos, toma dois gols em oito minutos da Seleção Brasileira 2002, um do muito vaiado na noite Edílson, e o outro do Luizão. Infelizmente Marcão não consegue marcar o seu gol jogando na linha, e aos 25 minutos do segundo tempo quando o jogo estava 2 x 2, pontualmente à meia-noite, os refletores se apagaram, já era dia 12. Ou melhor: 12/12/12, número da camisa do goleiro, e assim terminou o jogo com um discurso emocionante em Marcos agradeceu, agradeceu e agradeceu. Eu só posso afirmar que ele foi um excelente goleiro que deixou de jogar no futebol inglês para defender o Palmeiras na série B, que tem amor e carinho pelo clube em que defendeu, e além disso é um excelente ser humano, cheio de carisma com todos, não é atoa que contou com tantos jogadores importantes na sua despedida tais como: Dida, Velloso, Cafu, Ronaldo Fenomeno, Cléber, Galeano, Paulo Nunes, Alex, Evair e até mesmo Ademir da Guia que aos 70 anos, entrou em campo para defender o Palmeiras 99. Após o discurso, Marcos deu a volta olímpica no Pacaembu ao lado dos seus filhos mais velhos Lucca e Anna Julia, com a torcida aplaudindo muito. 

Marcos se despede. Foto: Leonardo Soares

Por Monique Barreto. 


 
Imprimir

Abaixo os jogadores que já fecharam contrato com os principais clubes brasileiros para esse ano que se inicia:

Botafogo: Chega os zagueiros André Bahia do Samsunspor, Rodrigo Defendi do Vitória de Guimarães, e Bolívar do Internacional, o lateral Júlio César do Grêmio e o atacante Henrique do Sport.

Flamengo: Chega Elias meio-campo do Sporting, João Paulo lateral do Ponte Preta e Gabriel atacante do Bahia, e retorna o zagueiro Alex Silva do Cruzeiro.

Fluminense: Chega Rhayner meio-campo do Náutico e os laterais Wellington Silva do Flamengo e Monzón do Lyon, além de Felipe ex-Vasco.

Vasco: Chega o goleiro Michel Alves do Criciúma, os atacantes Thiaguinho do Cruzeiro e Leonardo do Atlético-MG, os meias de campo Felipe Soutto do Atlético/MG, Pedro Ken do Vitória e Sandro Silva do Cruzeiro, o zagueiro André Ribeiro do Novo Hamburgo e o lateral Elsinho do Figueirense, e retornam Nilson atacante do Paraná, e os meias de campo Matheus do Criciúma e Bernando do Santos.

Corinthians: Chega o atacante Alexandre Pato do Milan, o meio-campo Renato Augusto do Bayer Leverkusen e o zagueiro Gil do Valenciennes.

Vai e Vem do Mercado

Palmeiras: Chega o goleiro Fernando Prass do Vasco e o lateral Ayrton do Coritiba, e retornam o goleiro Deola do Vitória, o lateral Vitor do Góias, e os meias de campo Souza do Naútico, e Wendel Santos da Ponte Preta. 

Santos: Chega o zagueiro Neto do Guarani, e os meias de campo Montillo do Cruzeiro, Marcos Assunção do Palmeiras, Cícero do São Paulo, Renê Júnior do Ponte Preta e Pinga do Al Dhafra, e retorna Thiago Luís atacante do Bragantino.

São Paulo - Chega Lúcio zagueiro do Juventus e os atacantes Negueba do Flamengo, Wallyson do Cruzeiro e Aloísio do Figueirense, e retornam os laterais Thiago Carleto do Fluminense, e Juan do Santos.

Grêmio - Chega Dida goleiro do Portuguesa, Jean Deretti meio-campo do Figueirense e Cris zagueiro do Galatasaray.

Internacional - Chega Dunga como técnico, os laterais Hélder do Nancy e Bruno Peres do Santos, os meias de campo Willians do Udinese e Vitor Júnior Corinthians e o atacante Caio do Botafogo, e retornam Gilberto atacante do Sport e os zagueiros Dalton do Criciúma e Ronaldo Alves do Náutico.

Atlético/MG - Chega meias de campo Gilberto Silva do Grêmio, Morais e Rosinei do América-MEX, os atacantes Alecsandro do Vasco e Luan do Ponte Preta, e retornam Giovanni Augusto meio-campo do Criciúma e Wesley atacante do Atlético-GO.

Cruzeiro - Chega Marcelo Oliveira como técnico, os atacantes Dagoberto do Internacional e Lucca do Criciúma, o lateral Egídio do Goiás, e os meias de campo Ricardo Goulart do Goiás, Diego Souza do Al-Ittihad, Uelliton do Vitória, Everton Ribeiro do Coritiba e Henrique do Santos, e os zagueiros Bruno Rodrigo do Santos, Paulão do Guangzhou Evergrande e Nirley do Criciúma.

 

Por Monique Barreto. 


 
Imprimir

Na última rodada do Campeonato Brasileiro de 2012, tivemos um clássico acirrado no estádio Independência em Minas Gerais, lotado de atleticanos como torcida única. Foi um jogo emocionante que teve de tudo; cartão vermelho para ambos lados, seis cartões amarelo distribuídos, virada de placar dos dois times, boa atuação dos goleiros Fábio e Victor, e ainda teve um pênalti perdido por Ronaldinho Gaúcho que cobrou rasteiro e fraco, permitindo que Fábio fizesse uma ótima defesa. O R49 fez um jogo de regular para bom, e para se desculpar do pênalti perdido fez dois excelentes cruzamentos para os gols do Galo. 

A Raposa que por sua vez não perdia há cinco clássicos para o Galo, acabou perdendo por 3 x 2. O Cruzeiro inclusive em dezembro do ano passado goleou o Galo por 6 x 1 para delírio da torcida, já que tem grande rivalidade entre os dois times mineiros. Na minha opinião, apesar de ter perdido, o Cruzeiro saiu mais para o jogo e o galo se aproveitou bastante dos contra-ataques e das bolas paradas que costumam ter bons resultados nos pés de R49. Agora, o próximo confronto fica marcado para o dia 3 de fevereiro, novamente no grande clássico, na reinauguração do Mineirão em 2013, nova casa do Cruzeiro a partir do ano que vem. 

Bernard comemora. - Foto: Bruno Cantini

Por Monique Barreto. 


 

Pagina 2 de 5